Sexta, 19 Janeiro 2018

Jurista fará aula pública na instalação do Comitê Popular de Joinville/SC em Defesa da Democracia e de Lula.

 
 

Camapanha.Jlle.ComiteDefesaLulaDemocracia 1

Drª Carol Proner irá demonstrar ausência de provas
na condenação de primeira instância
A professora de Direito Internacional da UFRJ Drª Carol Proner irá proferir uma aula pública por video conferência ao vivo especificamente do Rio de Janeiro para o evento de instalação do Comitê Popular em Defesa da Democracia e de Lula ser Candidato de Joinville, Santa Catarina. Este ato político será no dia 13 de janeiro ás 9 horas da manhã na sede do PT da cidade.
Na ocasião a jurista irá apresentar para à sociedade a ausência de provas na fundamentação da sentença, da imparcialidade do magistrado e a ausência da garantia da formalidade processual penal e do próprio Direito. Carol Proner que tem Pós-Doutorado em Direito Internacional pela École de Hautes Etudes de Paris (França) tem travado um combate teórico-epistemológico no campo das Ciências Jurídicas contra o arbítrio e em defesa da legalidade e da reconstrução do Estado Democrático de Direito, desde o Golpe de Estado institucional que depôs a presidenta Dilma Rousseff e atualmente sobre a condenação sem provas do presidente Lula.
Nesta ocasião fará a exposição oral principal na criação do comitê, mas muito além do que uma aula acadêmica o evento em si será um ato político de resistência ao Estado de Exceção e em Defesa da Democracia. Além dos dirigentes do PT da cidade está confirmado a presença do presidente do PCdoB de Joinville, dirigentes do movimento de luta pela moradia, do vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos (CUT) de Joinville e de lideranças dos movimentos popular e sindical de toda a região Norte de Santa Catarina. Também são esperados para a instalação do comitê o líder da oposição no Congresso Nacional e presidente do PT/SC o deputado federal Décio Lima, o deputado federal (PT/SC) Pedro Uczai, dirigentes do MST da região.
O objetivo da aula de Proner no evento é o de esclarecer a opinião pública sobre o processo que culminou em uma sentença de primeira instância, que aprofessora da UFRJ aponta como “injusta com uma condenação sem provas”, bem como dialogar com a sociedade e mobilizar para que a oitava turma do TRF4 faça justiça desfazendo a perseguição dirigida ao presidente Lula.
Esta atividade faz parte da estratégia e do calendário da Jornada de Lutas de janeiro do PT Nacional. Dia 13 de janeiro especificamente será o Dia Nacional de Mobilização, e a atividade também será um ato preparatório para a ida dos lutadores do povo às manifestações do dia 24 em defesa da Democracia e de Lula em Porto Alegre.
Sobre a convidada a jurista Drª Carol Proner;
É organizadora da obra “Comentários de uma sentença anunciada: caso Lula”, onde em 103 artigos juristas renomados do país inteiro apontam inúmeros aspectos de arbítrios da sentença.
Membro do Tribunal Internacional Restaurativo de El Salvador.
Doutora em Direito Internacional pela Universidade Pablo de Olavide de Sevilha (Espanha). Atualmente dirige o Instituto Joaquín Herrera Flores, de direitos humanos, ligado à Universidade de Sevilla.
Marlon de Souza é bacharel em Comunicação Social, jornalista, membro da direção municipal do PT de Joinville e Coordenador de Comunicação da Micro Região Norte PT/SC

Dr Proner

0
0
0
s2sdefault

Cartilha, Direito de Resposta

Nosso Endereço

Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina.
Praça Olívio Amorim, 36, CEP: 88.020-090, Florianópolis - SC
Fone/Fax: 48 3028-6313

Editar o site