Terça, 23 Maio 2017

 

PEC 241/2016: um futuro congelado e sem perspectiva para o povo brasileiro


Leia Mais

Pacote com 55 ameaças aos direitos dos trabalhadores tramita no parlamento


Leia Mais

A audiência que se tornou popular


Leia Mais

Audiência Pública discute excessos da PM e reintegração de posse no Campus Palhoça


Leia Mais

Gilberto Carvalho debate desafios e perspectivas para o país em São Domingos


Leia Mais

Juízes e Promotores têm atestado de idoneidade vitalício?


Leia Mais

As dez medidas como projeto de poder


Leia Mais

Seminários Macrorregionais tem última rodada em Lages para discutir retrocessos e estado mínimo que vivemos no pós-golpe


Leia Mais

PT antecipa a eleição das direções municipais, estaduais e nacional


Leia Mais

Reuniões Microrregionais começam nesta sexta-feira em Araranguá


Leia Mais

PEC 241/2016: um futuro congelado e sem perspectiv...

Pacote com 55 ameaças aos direitos dos trabalhador...

A audiência que se tornou popular

Audiência Pública discute excessos da PM e reinteg...

Gilberto Carvalho debate desafios e perspectivas p...

Juízes e Promotores têm atestado de idoneidade vit...

As dez medidas como projeto de poder

Seminários Macrorregionais tem última rodada em La...

PT antecipa a eleição das direções municipais, est...

Reuniões Microrregionais começam nesta sexta-feira...

Ana Paula lamenta que mulheres em SC votem menos em mulheres do que a média nacional

A deputada estadual Ana Paula Lima (PT/SC) disse hoje (11), no Plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, que seus mandatos são pautados para garantir os direitos das mulheres e a igualdade entre homens e mulheres. Ana Paula, que foi eleita no último domingo para presidir o partido em Blumenau, disse que defende maior participação feminina na política, nas siglas partidárias, nos movimentos e nos cargos públicos eletivos. “No entanto, me entristece que no nosso Estado, que tem um nome feminino e onde elas são a maioria da população, a mulher vota menos em mulheres do que a média dos brasileiros, conforme pesquisa do ‘projeto mulheres inspiradoras’, divulgada semana passada”, ressaltou. Segundo ela, em 2014 a média de votos válidos para mulheres candidatas à deputada estadual no Brasil chegou a 12%, enquanto em SC ficou em 7,03%.

Nas últimas eleições, em 2016, enquanto a média de votos para candidatas a vereadoras no Brasil foi de 16%, Santa Catarina ficou abaixo da média nacional com 14,4%. Das 219 candidatas – 19% do total de mulheres que concorriam a uma vaga nas Câmaras de Vereadores – não receberam nenhum voto.
“Na minha cidade, Blumenau, a Câmara de Vereadores é formada exclusivamente por homens. e aqui quero destacar a honrosa exceção de Planalto Alegre, município com cerca de 2.800 habitantes no oeste do Estado e que elegeu três mulheres para o legislativo municipal”, comentou. Ana Paula afirmou que a igualdade de gênero passa pelos espaços políticos, porque são espaços de decisão e de poder. “Por isso, não posso me calar diante dos recentes ataques contra a dignidade das mulheres registrados no Brasil e aqui em Santa Catarina. Teve assédio moral e sexual, um verdadeiro circo de horrores e que serviram para revelar o quanto é naturalizada a ideia de que nós, mulheres, temos de passar a vida aceitando passivamente as piadinhas sem graça, os constrangimentos e os abusos sofridos diariamente.”
A deputada citou os casos que a mídia divulgou recentemente, envolvendo figuras públicas e populares como o ator José Mayer, o cantor sertanejo Victor e o jovem participante de um de reality show, Marcos, que mostrou atitudes machistas, grosseiras, agredindo verbalmente, e quase que fisicamente as mulheres que participam do programa.
“Graças à pressão popular, especialmente às mulheres que tiveram coragem de denunciar e a Delegacia Especial de Atendimento á Mulher que esteve nos estúdios da TV para pedir imagens das discussões, um inquérito foi instaurado. Diante disso este jovem foi expulso do programa. Os demais exemplos foram denunciados publicamente e os envolvidos punidos”, disse.
Para Ana Paula, denunciar o assédio e a violência de gênero é um ato de coragem, pois estes são crimes historicamente silenciados. “Precisamos ser mais solidárias e falar de assédio no trabalho, em casa, na rua, no elevador e outros espaços públicos e privados. Precisamos dar um basta em todos os tipos de assédio, como o sofrido recentemente pela professora Marlene de Fáveri, acusada por uma ex-aluna de perseguição ideológica”, afirmou. Segundo a deputada, é apenas uma entre tantas profissionais que dedicam a vida à educação e que, sistematicamente, têm sido atacados no exercício do seu ofício por lutar e acreditar que somos livres e devemos ter direitos iguais na sociedade. A parlamentar manifestou apoio à professora e à instituição a qual ela representa, inclusive redigindo uma moção de solidariedade ao caso.

--
Assessoria Coletiva | Bancada do PT na Alesc | 48 3221 2824 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Twitter: @PTnoparlamento | Facebook: PT no Parlamento

 

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

NOTA DA BANCADA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA

23 Maio 2017
NOTA DA BANCADA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA

O governo Colombo vive nos dias atuais sua pior crise, após ter o nome do governador e de agentes públicos de primeiro escalão citados por diferentes delações, nos casos de recebimento de propina da Odebrecht e da JBS/Friboi nas eleições de 2014. Fatos esses agravados pela saída do governo, no...

Cerca de 30 ônibus partem de SC com destino ao Ocupa Brasília

23 Maio 2017
Cerca de 30 ônibus partem de SC com destino ao Ocupa Brasília

As ruas de Brasília serão ocupadas pelo povo brasileiro, que exige a saída de Temer e eleições diretas para a Presidência da República, nesta quarta-feira (24). As pautas foram convocadas para barrar as reformas do governo golpista, como a da Previdência e dos direitos trabalhistas, mas a reviravolta na conjuntura...

José Álvaro de Lima Cardoso: A delação dos donos da JBS e o verdadeiro custo do golpe no Brasil

23 Maio 2017
José Álvaro de Lima Cardoso: A delação dos donos da JBS e o verdadeiro custo do golpe no Brasil

Na recente delação feita pelos donos da JBS, um deles afirmou que a empresa desembolsou, entre 2010 e 2017, mais de 1 bilhão de reais em propinas. Segundo versão da turma que coordena a Lava Jato a quantidade de propina pagas alcança algo em torno de dois bilhões de dólares....

URGENTE: Movimentos sociais pedem impeachment de Colombo

23 Maio 2017
URGENTE: Movimentos sociais pedem impeachment de Colombo

Representantes de Movimentos Sociais protocolaram pedido de impeachment do governador Colombo, por crime de responsabilidade, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na manhã desta terça-feira (23). O pedido traz a auditoria promovida pelo TCE/SC, que apontou a prática ilegal da "doação" pela Celesc ao Fundosocial, entre 2015 e 2016, no...

PTSC no Twitter

PED 2017 - Documentos

Golpe en Brasil: Genealogia de una Farsa

Acesse nosso Canal no Telegram

Cartilha, Direito de Resposta

Cartilha, Em defesa do PT

Recursos Federais em SC

Nosso Endereço

Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina.
Praça Olívio Amorim, 36, CEP: 88.020-090, Florianópolis - SC
Fone/Fax: 48 3028-6313

Receber informativo

Entrar em Contato

Email:
Assunto:
Mensagem:

Sites Importantes