Terça, 23 Maio 2017

 

PEC 241/2016: um futuro congelado e sem perspectiva para o povo brasileiro


Leia Mais

Pacote com 55 ameaças aos direitos dos trabalhadores tramita no parlamento


Leia Mais

A audiência que se tornou popular


Leia Mais

Audiência Pública discute excessos da PM e reintegração de posse no Campus Palhoça


Leia Mais

Gilberto Carvalho debate desafios e perspectivas para o país em São Domingos


Leia Mais

Juízes e Promotores têm atestado de idoneidade vitalício?


Leia Mais

As dez medidas como projeto de poder


Leia Mais

Seminários Macrorregionais tem última rodada em Lages para discutir retrocessos e estado mínimo que vivemos no pós-golpe


Leia Mais

PT antecipa a eleição das direções municipais, estaduais e nacional


Leia Mais

Reuniões Microrregionais começam nesta sexta-feira em Araranguá


Leia Mais

PEC 241/2016: um futuro congelado e sem perspectiv...

Pacote com 55 ameaças aos direitos dos trabalhador...

A audiência que se tornou popular

Audiência Pública discute excessos da PM e reinteg...

Gilberto Carvalho debate desafios e perspectivas p...

Juízes e Promotores têm atestado de idoneidade vit...

As dez medidas como projeto de poder

Seminários Macrorregionais tem última rodada em La...

PT antecipa a eleição das direções municipais, est...

Reuniões Microrregionais começam nesta sexta-feira...

Seminários Macrorregionais tem última rodada em Lages para discutir retrocessos e estado mínimo que vivemos no pós-golpe

Os Seminários Macrorregionais do Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina tiveram a última rodada nesta quinta-feira (1), em Lages. Com o objetivo de debater sobre as medidas do governo Termer contra o povo brasileiro, os seminários que aconteceram em São Miguel do Oeste, Chapecó, Canoínhas, Concórdia, Joinville, Blumenau, Rio do Sul, Criciúma, Florianópolis e Lages, contaram com a presença de diversas lideranças petistas, incluindo deputados federais e estaduais do partido, além do presidente do PT-SC, Claudio Vignatti.

Um dos temas abordados em todas as reuniões foi a PEC 55 (antiga 241), que durante esta semana foi aprovada em primeiro turno no Senado. A PEC do teto dos gastos públicos ou, como foi nomeada “PEC da morte”, nome dado por ela congelar por 20 anos gastos com a saúde, educação e assistência social, significa retrocedermos uns 40 anos na conquista de direitos sociais.

O Brasil é um dos países mais desiguais do mundo, onde a diferença entre os ricos e pobres é maior, mesmo nos governo do PT, que incluíram mais de 35 milhões de pessoas na classe média, reduzindo a pobreza extrema em 75%, os ricos continuaram numa tendência mundial aumentado seus ganhos. Algumas conquistas nas áreas de saúde, educação e moradia foram substanciais ao longo dos 13 anos de gestão do PT. Mas isso só foi possível porque o Estado trabalhou como indutor de políticas sociais, ou seja, os governos do PT atuaram numa linha de fortalecimento do Estado.

Para Vignatti, o país viveu em pleno emprego, o governo do PT mostrou que outro mundo era possível. “Tivemos experiências extraordinárias do sonho de que o povo poderia melhorar de vida. Nós conseguimos ter uma hegemonia de políticas públicas na América Latina para a população que mais precisa, por isso, eles precisaram armar o golpe, para trazer essa PEC e outras reformas que irão destruir direitos conquistados", ressaltou.

Os golpistas que assumiram o poder querem dilapidar o Estado brasileiro, deixando que o capital regule as relações comerciais e sociais, ora nesta lógica, sem a intervenção do Estado, é certo que vamos regredir muito na conquista de direitos.
Na perspectiva econômica, o economista técnico do Dieese, José Álvaro de Lima Cardoso, explicou que nunca viu um tabuleiro de conjuntura tão complexo para analisar. De acordo com ele, existe uma crise internacional inédita, a pior de todas e podemos ainda ficar vários anos nela. Outro aspecto é a crise nacional, com a política neoliberal, ainda de acordo com ele.

"Em nenhum lugar do mundo a saída neoliberal deu certo em uma crise. Se a gente for pensar, que bloco de interesses tiraram a Dilma do governo? Pontuo três, o primeiro deles são os ladrões, o pessoal que não queria que a lava-jato chegasse em seu nome e não serem presos. O segundo bloco são os super-ricos, que visavam retirar direitos, a CLT também está em jogo. O terceiro bloco de interesses é o império. O que os EUA querem apoiando o golpe? A nossa matéria prima: Amazônia, minerais e a água, além de nossa soberania, a geopolítica", pontuou José Álvaro.

Mas será mesmo que é preciso cortar gastos públicos? Onde o Estado gasta mais? No gráfico acima, a divisão das despesas do governo, nele, fica claro que quem mais se beneficia da dívida pública são os banqueiros, ou seja, o governo está tirando dos pobres para dar aos banqueiros.

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

NOTA DA BANCADA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA

23 Maio 2017
NOTA DA BANCADA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA

O governo Colombo vive nos dias atuais sua pior crise, após ter o nome do governador e de agentes públicos de primeiro escalão citados por diferentes delações, nos casos de recebimento de propina da Odebrecht e da JBS/Friboi nas eleições de 2014. Fatos esses agravados pela saída do governo, no...

Cerca de 30 ônibus partem de SC com destino ao Ocupa Brasília

23 Maio 2017
Cerca de 30 ônibus partem de SC com destino ao Ocupa Brasília

As ruas de Brasília serão ocupadas pelo povo brasileiro, que exige a saída de Temer e eleições diretas para a Presidência da República, nesta quarta-feira (24). As pautas foram convocadas para barrar as reformas do governo golpista, como a da Previdência e dos direitos trabalhistas, mas a reviravolta na conjuntura...

José Álvaro de Lima Cardoso: A delação dos donos da JBS e o verdadeiro custo do golpe no Brasil

23 Maio 2017
José Álvaro de Lima Cardoso: A delação dos donos da JBS e o verdadeiro custo do golpe no Brasil

Na recente delação feita pelos donos da JBS, um deles afirmou que a empresa desembolsou, entre 2010 e 2017, mais de 1 bilhão de reais em propinas. Segundo versão da turma que coordena a Lava Jato a quantidade de propina pagas alcança algo em torno de dois bilhões de dólares....

URGENTE: Movimentos sociais pedem impeachment de Colombo

23 Maio 2017
URGENTE: Movimentos sociais pedem impeachment de Colombo

Representantes de Movimentos Sociais protocolaram pedido de impeachment do governador Colombo, por crime de responsabilidade, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na manhã desta terça-feira (23). O pedido traz a auditoria promovida pelo TCE/SC, que apontou a prática ilegal da "doação" pela Celesc ao Fundosocial, entre 2015 e 2016, no...

PTSC no Twitter

PED 2017 - Documentos

Golpe en Brasil: Genealogia de una Farsa

Acesse nosso Canal no Telegram

Cartilha, Direito de Resposta

Cartilha, Em defesa do PT

Recursos Federais em SC

Nosso Endereço

Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina.
Praça Olívio Amorim, 36, CEP: 88.020-090, Florianópolis - SC
Fone/Fax: 48 3028-6313

Receber informativo

Entrar em Contato

Email:
Assunto:
Mensagem:

Sites Importantes