Terça, 23 Maio 2017

 

PEC 241/2016: um futuro congelado e sem perspectiva para o povo brasileiro


Leia Mais

Pacote com 55 ameaças aos direitos dos trabalhadores tramita no parlamento


Leia Mais

A audiência que se tornou popular


Leia Mais

Audiência Pública discute excessos da PM e reintegração de posse no Campus Palhoça


Leia Mais

Gilberto Carvalho debate desafios e perspectivas para o país em São Domingos


Leia Mais

Juízes e Promotores têm atestado de idoneidade vitalício?


Leia Mais

As dez medidas como projeto de poder


Leia Mais

Seminários Macrorregionais tem última rodada em Lages para discutir retrocessos e estado mínimo que vivemos no pós-golpe


Leia Mais

PT antecipa a eleição das direções municipais, estaduais e nacional


Leia Mais

Reuniões Microrregionais começam nesta sexta-feira em Araranguá


Leia Mais

PEC 241/2016: um futuro congelado e sem perspectiv...

Pacote com 55 ameaças aos direitos dos trabalhador...

A audiência que se tornou popular

Audiência Pública discute excessos da PM e reinteg...

Gilberto Carvalho debate desafios e perspectivas p...

Juízes e Promotores têm atestado de idoneidade vit...

As dez medidas como projeto de poder

Seminários Macrorregionais tem última rodada em La...

PT antecipa a eleição das direções municipais, est...

Reuniões Microrregionais começam nesta sexta-feira...

Juízes e Promotores têm atestado de idoneidade vitalício?

Por Cleberson Marcon

Na noite de ontem (votação se estendeu até às 4h30min da madrugada) a Câmara dos Deputados aprovou o PL 4850/16 (as chamadas “10 medidas de combate à corrupção”). O PL se originou de uma proposição do Ministério Público com o apoio de entidades da sociedade civil.

É louvável a iniciativa de promotores ou mesmo de integrantes do Poder Judiciário de provocar o Congresso Nacional para discutir e aperfeiçoar a legislação no sentido de combater qualquer tipo de corrupção, seja de agentes públicos ou mesmo de operadores da iniciativa privada.
Durante a votação do PL 4850/16 o deputado federal Weverton Rocha (PDT/MA) apresentou uma emenda que foi aprovada por 313 votos a 132 e 5 abstenções. A emenda prevê a possibilidade de responsabilização de juízes e membros do Ministério Público por crimes de abuso de autoridade.


Esse talvez seja um dos pontos mais polêmicos da votação. Particularmente concordo com a inciativa do deputado maranhense pedetista. Ser promotor ou juiz não é portar um atestado de idoneidade vitalício. Pelo contrário, as evidências mostram que estamos longe disso. Membros do MP ou do Judiciário não podem estar acima da lei.
A narrativa construída pela grande imprensa alimentada especialmente pelo promotor Deltan Dallagnol de que a Lava Jato acabou é completamente falaciosa. Membros do MP e do Judiciário estão se colocando como vítimas porque não querem responder por seus atos abusivos.


Juízes e promotores são fundamentais para fortalecer o Estado Democrático de Direito. Mas eles não podem atuar de forma político-partidária para criminalizar partido “A ou B” ou uma ainda perseguir lideranças políticas que tem orientação ideológica “A ou B”.


Com a legislação atual é muito difícil um juiz, promotor ou procurador que comete abusos de autoridade ser responsabilizado. Não existe uma tipificação e muito menos uma pena. E ‘cá pra nós’ quantos integrantes da magistratura ou do MP se envolvem em vendas de sentença, crime organizado ou narcotráfico?


Vejamos o caso do ex-senador Demostenes Torres (DEM/GO), procurador do estado de Goiás, que perdeu o mandado no Senado Federal, envolvido em corrupção com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. Qual foi a pena dele? Aposentadoria compulsória com salário de R$ 25 mil. Você acha justo?


A juíza Clarice Maria de Andrade da Comarca de Abaetetuba, no nordeste do Pará, manteve em 2007, uma jovem de 15 anos presa por 26 dias numa cela com 30 homens (a jovem sofreu violência psicológica, física e sexual). E depois de 09 anos qual foi a pena para esta magistrada? O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) suspendeu a juíza por dois anos da magistratura e manteve o salário integral. Ou seja, o CNJ deu férias remuneradas de dois anos para a juíza.


Sou completamente favorável a tipificar o crime de abuso de autoridade de juízes, promotores e procuradores. E lembro que isso não tem nada a ver com a Operação Lava Jato, que é a “cortina de fumaça” desses que se acham os paladinos da moralidade e que não querem ser julgados por seus abusos.


Se políticos de alta plumagem estão sendo presos por atos de corrupção (eu concordo plenamente) porque magistrados ou integrantes do MP não podem ser presos também por atos de abuso de autoridade ou corrupção? Porque eles estão acima da lei?

0
0
0
s2sdefault

Últimas Notícias

NOTA DA BANCADA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA

23 Maio 2017
NOTA DA BANCADA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA

O governo Colombo vive nos dias atuais sua pior crise, após ter o nome do governador e de agentes públicos de primeiro escalão citados por diferentes delações, nos casos de recebimento de propina da Odebrecht e da JBS/Friboi nas eleições de 2014. Fatos esses agravados pela saída do governo, no...

Cerca de 30 ônibus partem de SC com destino ao Ocupa Brasília

23 Maio 2017
Cerca de 30 ônibus partem de SC com destino ao Ocupa Brasília

As ruas de Brasília serão ocupadas pelo povo brasileiro, que exige a saída de Temer e eleições diretas para a Presidência da República, nesta quarta-feira (24). As pautas foram convocadas para barrar as reformas do governo golpista, como a da Previdência e dos direitos trabalhistas, mas a reviravolta na conjuntura...

José Álvaro de Lima Cardoso: A delação dos donos da JBS e o verdadeiro custo do golpe no Brasil

23 Maio 2017
José Álvaro de Lima Cardoso: A delação dos donos da JBS e o verdadeiro custo do golpe no Brasil

Na recente delação feita pelos donos da JBS, um deles afirmou que a empresa desembolsou, entre 2010 e 2017, mais de 1 bilhão de reais em propinas. Segundo versão da turma que coordena a Lava Jato a quantidade de propina pagas alcança algo em torno de dois bilhões de dólares....

URGENTE: Movimentos sociais pedem impeachment de Colombo

23 Maio 2017
URGENTE: Movimentos sociais pedem impeachment de Colombo

Representantes de Movimentos Sociais protocolaram pedido de impeachment do governador Colombo, por crime de responsabilidade, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na manhã desta terça-feira (23). O pedido traz a auditoria promovida pelo TCE/SC, que apontou a prática ilegal da "doação" pela Celesc ao Fundosocial, entre 2015 e 2016, no...

PTSC no Twitter

PED 2017 - Documentos

Golpe en Brasil: Genealogia de una Farsa

Acesse nosso Canal no Telegram

Cartilha, Direito de Resposta

Cartilha, Em defesa do PT

Recursos Federais em SC

Nosso Endereço

Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina.
Praça Olívio Amorim, 36, CEP: 88.020-090, Florianópolis - SC
Fone/Fax: 48 3028-6313

Receber informativo

Entrar em Contato

Email:
Assunto:
Mensagem:

Sites Importantes