• Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • default style
  • blue style
  • green style
  • red style
  • orange style
Imprimir

 

O Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina repudia com veemência a tentativa de golpe contra a democracia imaruiense, através da tentativa de cassação do Prefeito Municipal, Manoel Viana (PT),  por alguns vereadores daquela cidade.

A Direção Estadual do PT se apresenta com indignação perante o fato de tentarem afastar um prefeito legitimamente eleito, em votação histórica no município de Imaruí, e o fazerem através do entendimento distorcido de alguns vereadores desta cidade, que interpretam equivocadamente o fato de o prefeito ter cumprido uma decisão judicial.  A verdade é que o Poder Judiciário determinou, em outubro de 2013, o imediato pagamento de uma dívida judicial.  Desta forma, o que o governo municipal do PT de Imaruí fez, foi cumprir a ordem judicial. Agora tentam cassar o prefeito por pagar tal dívida sem respeitar a ordem cronológica dos precatórios, sendo que a decisão judicial assim o obrigava. Esta é uma tentativa de ataque, de violação da democracia, com um processo de cassação a partir de ilações e infundado, que prioriza a cassação  política do mandato do prefeito em detrimento do que apresentam os fatos.

A Direção Estadual do PT, por intermédio de seus advogados, analisa ainda, a adoção de medidas judiciais cabíveis e,

convoca sua militância para um ato nesta quinta feira, dia 27/11, às 16 horas em Imaruí, para fazer a defesa da democrática do governo municipal legitimamente eleito.

Direção Estadual do PT-SC

Imprimir

 

Espaço aberto para receber textos com análises sobre as eleições 2014, favor remeter para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. Publicaremos apenas textos assinados e de filiados ao PT de Santa Catarina. 

O texto abaixo foi escrito por:  João Paulo Strapazzon (Membro do Diretório Estadual) e José Idival de Souza – Zezinho (Membro da CEE)

 

Um setor do  PT de Santa Catarina, juntamente com algumas lideranças, querem realizar o terceiro turno do PED1 2013.

No primeiro turno, a proposta de construção de um partido comprometido com os interesses da maioria da população, dirigente, democrático e participativo foi amplamente vitoriosa derrotando qualquer perspectiva de composição com o governo de centro direita catarinense.

O resultado eleitoral estadual proporcionou à esta proposta partidária, pela composição proporcional das instâncias do partido, a eleição da maioria dos membros do diretório, da comissão executiva e o presidente do PT de Santa Catarina.

De diversas maneiras o setor que defendia a proposta de composição com o governo de centro direita catarinense, trabalhou para que as eleições de 2014 se transformassem em um segundo turno do PED. Novamente foram derrotados pela quase totalidade da base partidária que participou de um amplo debate e da construção do processo eleitoral de 2014.

Reforma Política

Muda Mais

Lula fala sobre a reforma política

Buscar no site

Investimentos Federais em SC

Informativo Eletrônico

Cadastre seu e-mail para receber informações do PT-SC.